quarta-feira, 15 de outubro de 2014

Sexta sessão de estudos trata do Modernismo no Brasil

No último dia 25 de Setembro, teve lugar, mais uma vez, no Auditório da Biblioteca Pública Municipal de Vila Nova de Gaia, o Workshop: As intertextualidades em Olhai os Lírios do Campo.

A iniciativa faz parte do Ciclo de Reuniões para Estudo de Autores Brasileiros - CREAB-2014, um conjunto de encontros em que se discutem obras brasileiras sugeridas pelo Plano Nacional de Leitura em Portugal.

Escrito por Érico Veríssimo em 1938, Olhai os Lírios do Campo foi um dos livros mais vendidos no mundo no século XX, e trata do conflito de Eugênio, um jovem médico, que se vê dividido entre a ideia de ascensão social e a necessidade de vivenciar a felicidade de uma forma mais simples.

O Ciclo de Reuniões para Estudo de Autores Brasileiros continua durante os próximos meses, em que acontece um mini-ciclo de estudos sobre as obras do escritor Jorge Amado.

Dia 30 de Outubro é dia de Capitães da Areia. Dia 13 de Novembro discute-se a obra infanto-juvenil O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá. E, finalmente, no dia 27 de Novembro, a sessão dedica-se ao estudo do livro Gabriela, Cravo e Canela, um dos trabalhos do autor mais conhecidos em Portugal.

segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Memórias Póstumas é o livro apresentado em terceira sessão de estudos

Uma das obras mais revolucionárias da literatura mundial foi o tema da terceira sessão do Ciclo de Estudos Machadianos promovido pela Biblioteca Pública Municipal de Vila Nova de Gaia.

Memórias Póstumas de Brás Cubas, de Machado de Assis, foi uma produção escrita e publicada em 1880 em forma de folhetim no periódico Revista Brasileira e, posteriormente, em 1881, reproduzida em formato de livro, inaugurando o Realismo no Brasil.

Adotando um estilo livre e empregando a ironia, o escritor retrata aspectos sociais, políticos e filosóficos da realidade brasileira da época mediante um olhar crítico, pessimista e, ao mesmo tempo, indiferente.

Narrada em primeira pessoa por um defunto-autor, a história conta as memórias de Brás Cubas, um personagem proveniente de uma camada abastada da sociedade carioca, que recria a sua própria história em que faz várias tentativas de realizações amorosas, políticas e científicas, e que morre sem nada concretizar.

A próxima sessão do Ciclo de Estudos Machadianos trata de Dom Casmurro, a obra-prima do escritor, e acontece no dia 28 de agosto.

sexta-feira, 8 de agosto de 2014

Sessão sobre a novela Casa Velha promove ampla discussão sobre o Romantismo e o Realismo no Brasil e em Portugal na BMGaia

A novela Casa Velha foi a obra discutida na sessão que marcou o encerramento dos eventos sobre a fase romântica de Machado de Assis do Ciclo de Estudos Machadianos, promovido pela Biblioteca Municipal de Gaia.

Nesta oportunidade, foram lidas as passagens mais expressivas do texto de Machado. Publicada em forma de folhetim entre 1885 e 1886, a produção está inserida no período de transição entre o Romantismo e o Realismo brasileiro.

Numa sessão bastante movimentada no nível do debate de ideias, houve muita interação por parte do público, que tem nestes eventos a oportunidade de descortinar os aspectos mais profundos da produção literária do escritor brasileiro. Foram estabelecidos vários pontos de contacto entre a obra brasileira e as produções portuguesas do século XIX, além de uma série de comparações entre a temática e a estilística do livro apresentado e a obra de Garrett, Herculano, Camilo e Eça.

Durante o mês de agosto, serão apresentadas mais duas produções machadianas, por ocasião do início dos trabalhos sobre a fase realista do autor. No dia 14, discute-se Memórias Póstumas de Brás Cubas e, no dia 28, os trabalhos são dedicados a Dom Casmurro.

quarta-feira, 6 de agosto de 2014

Ciclo de Estudos sobre Machado de Assis na Biblioteca Municipal de Gaia

Aconteceu no último dia 17 de julho o primeiro Workshop do Ciclo de Estudos Machadianos. O evento teve lugar no Auditório da Biblioteca Pública Municipal de Vila Nova de Gaia. O objectivo deste ciclo de palestras é familiarizar o leitor português ao principal nome do Realismo brasileiro.

Para contemplar as duas fases de Machado de Assis, a romântica e a realista, esta primeira sessão dedicou-se à obra A mão e a luva. Escrita em 1874, a produção faz parte da primeira fase do escritor, em que ele apresenta uma obra ligada à estilística convencional.

Os trabalhos visam ao atendimento da demanda da comunidade. Houve quem viesse de longe para conferir.

O Ciclo Machadiano estende-se durante todo o Verão, período no qual terá lugar - também no Auditório da Biblioteca Municipal -, sessões destinadas à discussão de outras obras recomendadas pelo Plano Nacional de Leitura.

Para o dia 31 de julho, está previsto um evento que trata da novela Casa Velha. Em 14 de agosto deve acontecer o Workshop que tem como tema o romance Memórias Póstumas de Brás Cubas. E, finalmente, em 28 de agosto, o trabalho é dedicado a Dom Casmurro, a obra-prima do autor.


sexta-feira, 25 de julho de 2014

Primeira sessão do Ciclo de Reuniões para Estudo de Autores Brasileiros contempla a Lírica Moderna Brasileira

No último dia 26 de Junho, teve lugar, no Auditório da Biblioteca Pública Municipal de Vila Nova de Gaia, o Workshop Vinícius de Moraes: O Operário em Construção de uma Estética Crítica. A iniciativa faz parte do Ciclo de Reuniões para Estudo de Autores Brasileiros - CREAB-2014 -, uma série de encontros na qual são apresentadas ao público mensalmente, ou bimensalmente, obras brasileiras sugeridas pelo Plano Nacional de Leitura.

O evento tratou de três das mais expressivas fases da produção lírica de Vinícius de Moraes, a partir da análise e da interpretação de três peças poéticas do artista: "Soneto de Fidelidade", "A Anunciação", e o poema-tema do evento: "O Operário em Construção".

Vinícius de Moraes é um dos mais multifacetados artistas brasileiros. Escritor, poeta, crítico de cinema e teatro, e músico, escreveu mais de cem sonetos. A versificação mais livre e um movimento de busca pela emancipação estética marcam o percurso artístico do autor, que se tornou também um dos mais célebres nomes da Bossa Nova e da Música Popular Brasileira.

A sessão contou ainda com um momento musical, em que foram executadas as canções mais populares do músico e poeta.

A formadora responsável pelo projecto considera de inquestionável importância a iniciativa de trazer à comunidade a produção de escritores de Língua e Expressão Portuguesa, dadas as dificuldades de acesso que muitas vezes os leitores enfrentam.

A comunidade aprova e agradece a oportunidade.

Ao longo deste ano, estão previstas sessões que contemplam grandes nomes da Literatura Brasileira, entre os quais, Machado de Assis, Jorge Amado e Érico Veríssimo.

Durante todo o Verão, terá lugar - também no Auditório da Biblioteca Municipal -, o Ciclo de Estudos Machadianos, que contempla as fases romântica e realista de Machado de Assis. Dia 17 de julho acontece uma sessão sobre a obra "A mão e a luva". Para o dia 31 de julho, está previsto um evento que trata da novela "Casa Velha". Em 14 de agosto deve acontecer o workshop que tem como tema o romance "Memórias Póstumas de Brás Cubas". E, finalmente, em 28 de agosto, o trabalho é dedicado a "Dom Casmurro", a obra-prima do autor.


quinta-feira, 24 de julho de 2014

Ficha Técnica

Coordenação Geral
Dr. Alberto Luís Moreira

Coordenação
Dra. Alzira Moreira

Produção de Conteúdos
Profª. Drª. Andreia Rosmaninho
Formanda da Biblioteca Municipal de Gaia

Arranjo Gráfico
Rui Soares

Colaboração
Dra. Paula Barbosa
Dr. Ruben Ferreira

Apresentação

Este blog tem por objectivo aglutinar e sistematizar as informações disponibilizadas durante o Ciclo de Reuniões para Estudo de Autores Brasileiros - CREAB-2014, promovido pela Biblioteca Pública Municipal de Vila Nova de Gaia.

São realizados, no Auditório da Biblioteca Municipal, encontros destinados à apresentação de uma das várias obras da Literatura Brasileira sugeridas pelo Plano Nacional de Leitura, entre os livros recomendados para a Formação de Adultos, que variam entre os Graus de Dificuldade II, III e IV.

Ao longo deste ano, já foram realizadas sessões dedicadas a Vinícius de Moraes, Machado de Assis e, ainda em 2014, devem ser contempladas as obras de Jorge Amado e de Érico Veríssimo.

Estas reuniões têm periodicidade quinzenal, e decorrem sempre na última e antepenúltima quinta-feira de cada mês.

É responsável pelas sessões a jornalista e professora doutora Andreia Rosmaninho, colaboradora da Biblioteca, no âmbito de uma acção de formação.